quinta-feira, 31 de março de 2011

MEMÓRIAS DE UMA MISSÃO... (parte III)

Depois do café da manhã embarcamos no ônibus até o local do batismo - esse trecho da viagem era asfalto... Aleluia! - mas não se enganem ainda andaríamos muuuuuito em nosso adorável caminhão pelas estradas do Mato Grosso do Sul... rsrs...


Foi uma das cerimônias batismais mais linda que já presenciei, foi toda ela ministrada em guarani pelo pastor Lázaro, pastor da tribo Kaiwá, 21 almas desceram as águas. Após o batismo embarcamos mais uma vez dentro do ônibus e demos uma carona para os índios, o ônibus lotou. Quando chegamos ao ponto em que o ônibus não poderia prosseguir viagem mais por causa da estrada... lá estava  caminhão a nossa espera. Como éramos muitos, não cabíamos todos no caminhão pois ainda havia os mantimentos que levávamos e nossa deliciosa feijoada - que com o sol que estava... estava bem quentinha... - então o caminhão levou para a aldeia boa parte dos índios - pra eles andar de caminhão era uma mega novidade - e nós, os missionários prosseguimos o trecho a pé por uns 20min.


Quando chegamos na aldeia, o culto já havia começado. Chamamos as crianças para trabalharmos com elas e novamente ensinamos as crianças a escovarem os dentes... passamos flúor distribuímos doces e biscoitos e brincamos.


Assisti ao culto indígena... os jovens cantaram e o Pr Mário, líder da caravana ministrou a palavra sobre a viúva de Naim enquanto o Pr. Indígena traduzia a mensagem para o guarani. Vários índios aceitaram a Jesus. Ao fim dessa missão embarcamos no caminhão para mais 1:40h de viagem para visitar a terceira aldeia da tribo Kaiwá... pela frente mais mata fechada pelo caminho...




Continua...

quinta-feira, 24 de março de 2011

MEMÓRIAS DE UMA MISSÃO... (parte II)

Continuando minha experiência, após irmos dormir as 4h da manhã tivemos que nos levantar as 7h - Depois de quase 48h sem dormir, um pequeno cochilo de 3h. Gloria a Deus!! rs

Fronteira Brasil/Paraguai

Levantamos, tomamos nosso café da manhã e partirmos em missão: 2h dentro de uma carroceria de caminhão aberta rumo ao Paraguai: 10min de asfalto; 50min de estrada de terra e mais 1h por dentro da mata. Foi 1h até a fronteira com o Paraguai e mais 1h de estrada dentro do Paraguai.

 Coluna e joelhos agradeceram o desembarque... rs





                                         video
Um pequeno trecho da nossa viagem

Dentro da aldeia fui dentista por um dia! Meu primeiro contato próximo a eles...
Ver aquelas crianças indígenas louvando ao Senhor e os jovens e adultos O adorando não tem preço. Vê-los louvando na língua original deles, o guarani, na própria terra deles; conhecer onde vivem e o que fazem e poder fazer alguma coisa para ajudar, deixar minha marca, por menor que seja, vale mais que os tesouros desse mundo!

Depois de passar o dia com os índios, mais uma longa viagem no desconfortável transporte de carga (rs). Aleluia! Quando chegamos a Antônio João (nossa base) nada como um banho... Glória a Deus!
Demos uma pequena volta pela cidade que é uma graça, parece aquelas cidades dos subúrbios americanos que vemos nos filmes... linda cidade mas... meu Rio de Janeiro ainda é minha linda cidade maravilhosa!!! rs

Tivemos mais uma missão: eu e mais duas irmãs, nós três da ADEQ - minha igreja querida - deveríamos preparar o almoço do dia seguinte. No cardápio: Feijoada. Para 50 pessoas. Detalhes: apenas uma panela de pressão e um fogão de duas bocas e algumas outras panelas pequenas... kkkkkkkk.... agora dá até pra rir, mas na hora a vontade era de chorar... Começamos a fazer o almoço as 21h e terminamos as 2h da madrugada! Pra glooooooria de Deus!!! rs e precisávamos acordar as 6h pra preparar o café da manhã da turma abençoada!
...manhã de segunda feira... todos já levantaram e tomaram o café da manhã... De volta ao caminhão... para visitarmos mais duas aldeias...


Não deixe de assistir aos vídeos...
Continua...


terça-feira, 22 de março de 2011

MEMÓRIAS DE UMA MISSÃO...

Aos amigos que acompanham meu blog, me perdoem por ficar tanto tempo sem escrever... Tenho memórias marcantes para contar...
Carnaval 2011, Inesquecível...

A partir de agora vou escrever em algumas postagens, minha experiência inesquecivel desse Carnaval 2011 em que fiz uma viagem missionaria ao interior do Mato Grosso do Sul e Paraguai em uma Tribo Indígena - Tribo Kaiwá - jamais me esquecerei de vocês!

As 23:00h do dia 4 de Março embarquei no nibus a caminho do interior do Mato Grosso do Sul; iniciava-se uma viagem de 30h de ônibus com mais 32 missionários de diversas regiões do Rio a uma tribo indígena. Conheci pessoas maravilhosas nessa viagem que não esquecerei jamais... incluindo a 'Tia Jô': - Adorei te conhecer tia!

As 5:00h da manhã nossa primeira prova... um pneu furado... foram 2:30h parados em uma oficina, ainda bem que a oficina ficava em uma parada de ônibus.. as 8:00h colocamos o pé na estrada novamente e só paramos para almoçar as 13:00h. Nessa parada para o almoço aconteceu um lance sensacional algo que só vemos se sairmos das nossas quatro paredes e cadeiras confortáveis de nossas igrejas: Três caravanas missionarias se encontraram na parada para o almoço... e a maioria dos missionários se conheciam... achei isso lindo!! 
A nossa caravana vinda do Rio de Janeiro estava a caminho do Mato Grosso do Sul; uma outra caravana também vinda do Rio de Janeiro estava a caminho da Argentina e a terceira caravana vinda do Rio Grande do Sul estava a caminho de Minas Gerais.
Quando saímos do nosso conforto descobrimos que ainda existem diversas pessoas apaixonadas que não apenas falam de Cristo mas vivem por Cristo... Ainda existem aqueles que arriscam suas vidas por uma alma a mais...

Depois do almoço embarcamos no ônibus novamente, ainda tinha muita estrada pela frente e com certeza um ônibus de viagem convencional não é a melhor alternativa para uma viagem tão... tão longa... rs
Viajamos das 14h as 20h sem paradas, foram 6h de viagem initerruptas, quilometros e quilometros de viagem sem ao menos uma placa indicativa... queria uma que me dissesse pelo menos: "você ainda está no Brasil..." rs... volto a repetir que foi uma viagem muito desconfortável. As 21h já estávamos no Mato Grosso do Sul, só que nosso destino era a fronteira com o Paraguai, significava que ainda tinha muita estrada pela frente... 
Ainda dentro do ônibus tínhamos devocionais com louvores, palavras e testemunhos além de ser passada toda a nossa escala de trabalho durante os dias que passaríamos ali... isso significava que na segunda feira era meu dia de ir para a cozinha... eu Angélica e Lindalva modéstia a parte arrebentamos... é claro que fui só assistente de cozinha afinal, o fogão só tinha duas bocas!!! kkk
Também nos foi explicado como deveríamos nos comportar nas aldeias... e foi dividido as horas de oração para cada missionário durante as madrugadas que passaríamos ali.
Não consegui dormir durante as 30h dentro do ônibus assim, durante a madrugada, pude perceber o céu mais estrelado que já vi na vida!! rs 
Chegamos no ponto final da viagem. a pequena cidade de Antônio João, às 3h da madrugada do dia 6, e após nos organizarmos na escola que nos hospedamos fomos dormir por volta das 4:30h da manhã para levantarmos as 7:00 para o café da manhã para embarcamos em nosso novo veículo de transporte... se o ônibus já era desconfortável imaginem a carroceria de uma caminhão aberto!!! ALELUIA!!!


Em uma próxima postagem continuo a história... se não fica um texto muito cansativo para se ler!!!

Continua...